Freitas do Amaral defende que revisão da Constituição não é prioridade para o país

Freitas do Amaral defende que revisão da Constituição não é prioridade para o país

2016-04-04

O professor de direito que foi deputado da Assembleia Constituinte esteve no domingo, dia 3 de abril, em Famalicão onde proferiu uma conferência sobre o 40º aniversário da Constituição da República Portuguesa.

Questionado pelos jornalistas sobre se a Lei Fundamental necessita de revisão, como defendem alguns setores, Freitas do Amaral foi perentório em afirmar que isso não é prioritário para o país.

A Constituição 1976 foi redigida pela Assembleia Constituinte, eleita na sequência das primeiras eleições legislativas realizadas em Portugal no período democrático. Foi a 2 de abril de 1976 que os deputados terminaram a elaboração do texto e o sujeitaram a aprovação. Acontecimento que Freitas do Amaral considera importante assinalar.

A conferência de Freitas do Amaral, que decorreu no Arquivo Municipal Alberto Sampaio, abriu o programa de comemorações do 25 de Abril em Famalicão, organizado pela Câmara Municipal.

O presidente da autarquia, Paulo Cunha também esteve presente e também destacou a importância daquele momento da história recente do país.

143/188
http://editave.youon.tv/files_resources/36e94f92b9215238b372ce308545d0b0.jpg http://editave.youon.tv/files_resources/9d551bf8b16afe6e38397d5f5f2bcdc6.jpg

Hoje na Opinião Pública